Criticas

Homem-Aranha: Longe de Casa, os novos horizontes da Marvel | Critica


Homem Aranha longe de casa
Homem Aranha longe de casa


Após Vingadores: Ultimato, ficava uma duvida no ar, será que o amigão da vizinhança daria conta de fechar a fase três e abrir portas para a fase quatro?


>
O novo filme da franquia Homem-Aranha no MCU chega com uma missão muito complicada. Por ser um projeto parcialmente da Sony, era comum não esperar um papel tão relevante para o Cabeça de Teia, entretanto, o herói ganha um papel de muito destaque no universo, abrindo portas para o futuro.


As atuações somadas com a personalidade de cada personagem envolvido na trama, funciona muito bem, seja em interpretações mais complexas como a do Jake Gyllenhaal (Mistério) ou as mais simples do Tom Holland.

O roteiro entrega uma trama muito boa que mescla o gênero/sub-gênero de super-herói com a comedia romântica, porém, não de uma maneira ruim, mas de uma forma fluida e agradável de assistir. Em contra ponto, temos um garoto de 16 anos que queria ser um Vingador e ao ser, se vê com responsabilidades demais para alguém tão novo. Peter só quer beijar a garota dos seus sonhos da maneira mais romântica possível antes das suas férias acabarem, entretanto, é jogado em uma posição que não queria estar. Além disso, a história te traz um ar de duvida, que por vezes engana até mesmo os leitores de quadrinhos, já que o MCU não tem obrigação de ficar muito preso.


Nós também vemos a herança de Tony Stark no longa, que mesmo não estando ali, acaba sendo sentido em cada cena que sua tecnologia quase divina é usada. Porém, isso não torna as coisas mais fáceis para o teioso, já que o que o ajuda, também o atrapalha.

As cenas de ação são fenomenais. O CGI não te atrapalha em momento algum. Com toda a certeza, são uma das melhores cenas de ação do MCU, parte disso vem do fato do personagem proporcionar isso.


E o futuro da Marvel? Sem spoilers, as decisões foram muito corajosas, abrindo portas para um futuro interessante para o Aranha e grandioso para o MCU.

Homem-Aranha: Longe de Casa é sim o fruto desse universo, e podemos dizer que até filho do Tony Stark. Talvez o fato de ter vindo logo após Vingadores: Ultimato tira um pouco o peso do filme anterior em relação ao universo. Mas é uma obra muito agradável, que consegue fugir da formula saturada da Marvel.

Publicado por Luan Souza





About Portal Palas