Criticas

The Witcher: O Ultimo Desejo | Crítica

The Witcher O Ultimo Desejo Crítica
The Witcher O Ultimo Desejo Crítica

Com o lançamento da série The Witcher pela Netflix, algumas pessoas foram atrás dos livros, e eu fui uma delas.



Escrito por Andrzej Sapkowski e lançado em 1993 na Polônia (e em 2011 no Brasil) The Witcher: O Ultimo Desejo traz 280 páginas de história. O livro é uma coletânea de contos (novelas talvez), publicados anteriormente em artigos pelo autor e alguns inéditos, pelo menos na época do lançamento.

A narrativa de The Witcher: O Ultimo Desejo é algo bem interessante. O livro possui diversos contos que alguns você até sabe muito mais ou menos quando aconteceu, e outros que você não tem a menor ideia. Porém, todos esses contos são ligados a um conto principar chamado A Voz da Razão, que é dividido em varias partes e narra a “história principal”.

Os contos são uma coletânea de diversas aventuras de Geralt de Rivia mais ou menos como memorias. Entretanto, nenhuma das narrativas de The Witcher: O Ultimo Desejo se propõe a agregar alguma coisa na história de Geralt. Para quem viu a série e achou Geralt um personagem vago, neste livro, você não descobrirá muito mais do que a Netflix nos apresentou.

Penso que a adaptação do livro para a série foi muito boa e até fiel, mas alguns contos importantes se perderam no processo como o já dito, A Voz da Razão, e outros que explicam um pouco mais sobre magias e maldições (esse segundo tem um conto dedicado a ele, na verdade, mais de um).

Diferente da série da Netflix, The Witcher: O Ultimo Desejo tem apenas uma narrativa, sendo ela totalmente dedicada ao Geralt. A Ciri nem é citada diretamente e a Yennefer, embora tenha um papel na história, se resume a sitações e aparece apenas nas ultimas paginas.

Eu gostei do livro, ele consegue te prender mesmo não tendo uma história que se estende por todas as páginas. Porém, demorei para entrar no clima dele, acho que precisei de três ou quatro contos para me acostumar. A questão é que fui esperando algo mirabolante e foi algo bem simples, fácil de ler e rápido de terminar. O que não gostei muito, é que ele não agrega muito ao universo. Se você pega The Witcher: O Ultimo Desejo sem nenhuma informação vinda de spoilers dos próximos livros, série e jogos, você começa e termina o livro com a sensação de não saber nada sobre ele.

The Witcher: O Ultimo Desejo é um livro bem pequeno, fácil de ler e eu o indico principalmente para quem não tem o costume de ler muito. Entretanto, não agrega muito ao universo. Mas é cativante e interessante. É uma leitura que na minha opinião vale gastar um tempo com ela, e digo mais, é um tempo bem curto.


Por: Luan H. Souza

About Portal Palas